A alimentação pós-operatória

Entre tantas preocupações de um procedimento cirúrgico, um ponto de muita importância acaba sendo deixado de lado: a alimentação. Com grande influência, ela é capaz de favorecer ou até mesmo prejudicar o paciente, caso a dieta estipulada não seja seguida de forma correta.
Após uma operação, é comum que o corpo esteja sensível e inchado por um determinado período, que pode variar de acordo com a cirurgia realizada. A fim de diminuir este incômodo, a dieta balanceada ganha um papel fundamental para o sucesso na recuperação. Entre as indicações tradicionais, estão:
Manter o organismo hidratado
Ingerir água constantemente é essencial para ajudar a reduzir o inchaço pós-operatório. Frutas e seus sucos são recomendados para compensar a perda de líquidos, pois possuem diversos nutrientes. Ganham atenção especial o melão, a melancia e o abacaxi, assim como alimentos que possuem grande quantidade de água.

Cuidar do sistema imunológico
Brócolis, espinafre, tomate, pimentão, frutas, legumes e verduras com alto teor de vitamina C especificamente são recomendados por serem grandes aliados do sistema imunológico, estimulando as defesas do organismo, tanto quanto sua cicatrização.

Deve-se evitar
Alimentos ricos em gorduras saturadas ou trans, como produtos industrializados, cafeína, bebidas alcoólicas, alimentos fermentativos (feijão, lentilha, repolho, etc) e alimentos com excesso de sal não são bem-vindos. Eles dificultam a digestão correta e ajudam na retenção de líquidos, seguindo o caminho contrário do objetivo proposto na recuperação.
Mesmo com estas indicações, é primordial o acompanhamento médico na evolução do paciente. Cada corpo reage de uma forma aos estímulos, e possui necessidades diferentes. Escolher um médico de confiança e uma equipe qualificada é indispensável para obter o sucesso na cirurgia.

Comentários

Olá! Clique no atendimento abaixo para falar conosco pelo WhatsApp:

Fale conosco pelo WhatsApp