Dr. Rogerio Gomes - Cirurgia Plástica - Florianópolis | Tipos de anestesias e suas aplicações
De grande importância, a anestesia pode guiar uma cirurgia e sua recuperação.
cirurgia plástica, cirurgião plástico, anestesia
5916
post-template-default,single,single-post,postid-5916,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Tipos de anestesias e suas aplicações

Tipos de anestesias e suas aplicações

Com a capacidade de bloquear temporariamente o recebimento cerebral de estímulos dolorosos, a anestesia possui diferentes formas e efeitos. Devido a isso, é possível realizar procedimentos invasivos sem causar dor ao paciente os recebe.

De grande importância, a anestesia pode guiar uma cirurgia e sua recuperação no primeiro momento. O responsável por administrar seu uso é o médico anestesista, profissional tão responsável pelo bem estar e segurança do paciente quanto o cirurgião. Juntamente do médico responsável, ele acompanhará os efeitos do que foi aplicado ao longo da operação, para assegurar que tudo corra sem incidentes ou imprevistos.
Para definir o melhor tipo de anestesia a ser usada, é fundamental analisar diferentes aspectos, como o tipo da cirurgia, o histórico do paciente, o preparo do paciente até a data do procedimento, entre outros. Conheça abaixo os diferentes tipos de anestesia e suas aplicações:

ANESTESIA GERAL
Indicada para a maioria das cirurgias, ao recebê-la o paciente fica inconsciente e sedado. É um procedimento cada vez mais seguro, pela melhora dos medicamentos e instrumentais anestésicos, permitindo despertar mais tranquilo e sem sintomas de mal-estar ou náuseas, na maioria das vezes. Ao contrário de sua fama equivocada, as possíveis complicações na cirurgia provêm de outros fatores pré-existentes.

ANESTESIA LOCAL
A anestesia local é um dos procedimentos mais comuns, utilizado para bloquear a recepção de estímulos em determinadas regiões do corpo. Muito associado à anestesia geral para paciente acordar sem dor. Seu uso é habitual em diferentes especialidades, e é aplicada na pele, tecidos subcutâneos e nervos superficiais.

ANESTESIA RAQUIDIANA
Para realizar a aplicação dessa anestesia, uma agulha é inserida dentro da coluna espinhal. O líquido injetado produz dormência temporária e relaxamento muscular. Ela é frequentemente usada em cesareanas e procedimentos ortopédicos de membros inferiores e cesarianas.

ANESTESIA PERIDURAL
Semelhante à raquidiana, sua distinção está no local de aplicação, que é ao redor do canal espinhal numa camada de gordura em volta da dura-máter, membrana que envolve a medula. O anestésico é inserido por um cateter, e pode ser aplicado continuamente, de acordo com a duração do processo cirúrgico.
Após a cirurgia, a duração de seu efeito pode variar a cada pessoa, sendo necessário o acompanhamento da equipe médica para os cuidados básicos até a alta.
A Clínica Rogério Gomes possui profissionais preparados para atendê-lo!

No Comments

Post A Comment