Dr. Rogerio Gomes - Cirurgia Plástica - Florianópolis | Exercícios e seus benefícios na menopausa
O exercício físico reduz os sintomas da menopausa
clínica de cirurgia, cirurgia plástica, saúde feminina
5326
post-template-default,single,single-post,postid-5326,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Exercícios e seus benefícios para a menopausa

Exercícios e seus benefícios para a menopausa

Durante a montanha-russa da menopausa, caminhar era a salvação para mim. Minhas amigas da academia e eu usávamos a esteira enquanto discutíamos tudo – desde problemas nos relacionamentos, passando por notícias do mundo, até os últimos lançamentos do cinema. Eu também amava caminhar sozinha pela margem do rio Eno, perto de casa, na Carolina do Norte. Aproveitava a solidão enquanto observava as garças e pensava sobre meus projetos. Caminhar, sozinha ou acompanhada, ativava meu corpo e nutria meu espírito naqueles anos.

Mas será que o exercício físico realmente reduz os sintomas físicos da menopausa, como os fogachos, as transpirações noturnas e a insônia?

Alguns estudos dizem que sim e outros afirmam que não há conclusões, mas os exercícios trazem benefícios quando o assunto é melhorar seu humor e reduzir ameaças potenciais à saúde. A Dra. Margery Gass, ex-diretora executiva da North American Menopause Society (NAMS), afirma que “exercícios também ajudam a reduzir os riscos comuns a esta época da vida: doenças do coração, diabetes e osteoporose. Ser sedentário é, para a NAMS, tão ruim quanto ter níveis ruins de colesterol ou risco de doenças cardíacas”.

“Quando você está lutando contra os sintomas da menopausa, como problemas para dormir ou alterações de humor, a última coisa que você quer é sair do sofá”, afirma a escritora Regina Boyle, antes de completar: “Mas fazer uma atividade pode ajudar a aliviar o tédio que você sente hoje e a combater os riscos da pós-menopausa que você pode enfrentar no futuro”, completa Boyle.

Especialistas recomendam que as mulheres participem em três tipos de atividades físicas:

– Exercícios aeróbicos, como caminhar, correr, nadar e dançar;

– Treinos de força que aumentem a massa muscular, como levantar pesos, usar faixas de resistência e aparelhos de musculação;
– Exercícios que promovam a flexibilidade e o equilíbrio, como yoga e Tai Chi.

E o temido ganho de peso na menopausa? De acordo com o site WebMD, estudos com animais mostram que o estrogênio ajuda a controlar o peso corporal. Com níveis deste hormônio baixos, os animais tendem a comer mais e ser menos ativos fisicamente. A redução do estrogênio também pode desacelerar o metabolismo, diminuindo o ritmo em que o corpo converte energia acumulada em energia utilizada. Os exercícios não apenas queimam calorias e aceleram o metabolismo, mas também amenizam problemas de humor, como a irritabilidade e a ansiedade, que podem levar as pessoas a comerem exageradamente.

Os sintomas emocionais e físicos da menopausa não me afetam mais, mas os exercícios continuam a ser uma parte feliz e revigorante da minha semana. Alguns dias eu luto contra a tentação de ficar no sofá, mas é só amarrar os cadarços dos meus tênis que fico imediatamente pronta para mandar ver. O Dr. Neil Resnick, diretor associado do Instituto de Envelhecimento da Univerisdade de Pittsburgh, afirma: “As pessoas procuram o segredo para uma vida longa e saudável há milênios quando, na verdade, a intervenção mais poderosa é o exercício físico”.

Fonte: SBCP

No Comments

Post A Comment