Dr. Rogerio Gomes - Cirurgia Plástica - Florianópolis | Plástica da Intimidade – Ninfoplastia
5846
page-template-default,page,page-id-5846,page-child,parent-pageid-479,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Plástica da Intimidade – Ninfoplastia

PLÁSTICA DA INTIMIDADE – NINFOPLASTIA

 

 

 

PLÁSTICA DA INTIMIDADE – NINFOPLASTIA

Objetivo: Corrigir excessos de pele, mucosa e flacidez de pequenos e grandes lábios, monte de Vênus, associadas ou não a Lipoaspiração e lipoenxertia.

 Como é feita: Através da retirada dos excessos de pele e/ou mucosas, de grandes, pequenos lábios, prepúcio, clitóris, eventualmente combinadas com lipoenxertia ou lipoaspiração de monte de Vênus (região pubiana). Também fechamento do canal vaginal (perineoplastia) pode ser associado para maior conforto na relação sexual.

Recuperação: Ocorre inchaço moderado, com equimoses, e pouca queixa dolorosa, que cedem rapidamente. Dispensa retirada de pontos e curativos, usando somente absorventes. Retorno às atividades normais em 2-4 dias. Atividades físicas após 4 semanas. Relações sexuais estão liberadas após 30 dias. Complicações são raras, mas podem ocorrer, especialmente se não forem observados os cuidados recomendados.

 

 

  • Por resolução do Conselho Federal de Medicina, a divulgação de fotos de antes e depois de cirurgias/procedimentos médicos, caracteriza infração ética, passível de punição.

 

 

 

DETALHES:

São os procedimentos realizados para corrigir alterações indesejadas da genitália feminina e seu entorno.

Não é incomum a preocupação, resguardo e até inibição da mulher diante de seu cônjuge durante a relação sexual, em função de aspectos inestéticos da genitália feminina, seja ela jovem ou madura.

A Plástica da Intimidade é uma área recente da Cirurgia Plástica vem crescendo muito, por resgatar a auto-estima e confiança feminina no seu momento de maior intimidade.

Técnicas específicas se mesclam a técnicas consagradas de Cirurgia Plástica, utilizando-se fios absorvíveis, técnicas anestésicas mais seguras para maior conforto e melhor recuperação com cicatrizes inaparentes.

Complicações são raras, geralmente relacionadas a falta de observação dos cuidados no período pós-operatório, e passíveis de correções, se necessário.

O grau de satisfação da paciente é alto.

As principais alterações e seu tratamento:

Monte de Vênus volumoso

O excesso de gordura localizada sobre o púbis interfere na aparência estética da região pubiana e deixa incomodada a maioria das mulheres que têm esse problema. A correção é feita através da lipoaspiração, com anestesia local. O tempo cirúrgico médio é de 30 minutos. Repouso: dois dias em casa. Recuperação: uma semana. Esforços físicos devem ser evitados por 15 dias. Relações sexuais, após um mês.

 

Crescimento exagerado dos grandes lábios

A labioplastia é a cirurgia para redução do tamanho e espessura dos grandes lábios. Quando muito volumosos pode ser feita uma lipoaspiração. O procedimento pós-operatório é o mesmo da labioplastia.
Diminuição do volume dos grandes lábios

É comum em mulheres idosas, causando aspecto antiestético. O problema é bem solucionado com enxerto de gordura da própria paciente, restaurando o volume dos lábios e recuperando a anatomia da região. Como as demais, a cirurgia pode ser feita com anestesia local ou local com sedação. Repouso simples e retorno imediato às atividades.
Crescimento exagerado e flacidez dos pequenos lábios

Geralmente em senhoras a partir dos 50 anos, por atrofia dos tecidos desta região. A correção é realizada com a diminuição dos pequenos lábios. É retirada uma pequena quantidade da mucosa dos lábios na região escurecida, com anestesia local. Não exige repouso e a volta às atividades normais pode ser imediata. O procedimento demora em torno de 30 minutos.

 

Alargamento vaginal

As mulheres que passaram pelo parto normal e aquelas com mais idade costumam apresentar esse problema. A correção é feita através da retirada de mucosa e fechamento do músculo, com peridural e sedação. O tempo cirúrgico médio é de 30 a 60 minutos. A paciente só deve retornar às suas atividades normais após 48 horas. Deve guardar repouso e não fazer exercícios por 15 dias. Abstinência sexual de 45 dias

 

Excesso prepúcio do clitóris

É resolvido com a retirada do excesso de tecido, de forma a manter proteção ao clitóris. Dura 60-90minutos, com recuperação para atividades normais em 3-4 semanas

 

Clitóris proeminente

É resolvido com o reposicionamento interno, de forma a sensibilidade erógena. Dura 60-90minutos, com recuperação para atividades normais em 3-4 semanas