Dr. Rogerio Gomes - Cirurgia Plástica - Florianópolis | Cirurgia plástica em adolescentes
Jovens que corrigem possíveis problemas reganham auto-estima e confiança
cirurgia plástica, clínica de cirurgia plástica, cirurgia em adolescentes, cirurgia na puberdade
5212
post-template-default,single,single-post,postid-5212,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Cirurgia plástica em adolescentes

Cirurgia plástica em adolescentes

Leia sobre os cuidados e preocupações que o adolescente precisa ter antes de tomar a decisão de fazer uma cirurgia plástica, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica:

Os motivos que levam pessoas jovens a procurarem uma cirurgia plástica são características físicas percebidas como diferentes, estranhas ou que causam dor física, como mamas exageradamente grandes ou orelhas protuberantes, que podem levá-los a um isolamento dos demais e prejudicar sua saúde, sua vida social e sua auto-estima e confiança em si mesmos.

Em geral, os jovens que corrigem possíveis problemas reganham auto-estima e confiança. Uma cirurgia plástica bem sucedida pode, inclusive, reverter a tendência ao isolamento do adolescente que se sente diferente dos demais.

No entanto, nem todo adolescente é um bom candidato à cirurgia plástica. Como em qualquer processo cirúrgico, os responsáveis devem consentir com a realização do procedimento no adolescente, mas antes de dar o próximo passo em direção ao procedimento é preciso se certificar de que ele atende a alguns pré-requisitos:

– Demonstrar maturidade emocional e entender os limites da cirurgia plástica. O desejo deve partir do próprio adolescente e ser expresso claramente por ele.
– Compreender que este é um processo cirúrgico que pode trazer benefícios, mas também possíveis riscos.
– Ter expectativas realistas a respeito dos resultados. Observar se o adolescente tem clareza dos limites da cirurgia plástica e das mudanças que podem ser geradas por ela.
– Ter maturidade mental e física, pois o processo requer preparação. Não ingerir álcool ou outras drogas e não apresentar variações de humor ou comportamento.

Mesmo que estes pontos estejam sendo cumpridos, lembre-se: consulte um cirurgião plástico associado à SBCP para se certificar de que o adolescente está preparado para se submeter a uma cirurgia plástica e que esta é realmente a melhor opção para seu caso!

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

No Comments

Post A Comment